CONCURSO COMIDA DI BUTECO 2018
O PAPO INICIAL marcou presença pela segunda vez neste grande evento gastronômico nacional com o prato TRINAQUIA - Torta de arroz com aspargos em massa folhada com leve toque de creme de queijo grana padano.
É de pernil, é detox, e é petisco de buteco!
23/12/2017

Sim, seu Natal tá salvo com essa nova maneira de comer um pernil, sem fugir às tradições e sem perder o espirito butequeiro – sim, sabemos que o perfil do modo tradicional tem que ter, mas essa ideia é incrível e dá pra ser feita também!

Bom, mas é detox por quê?

Só porque tem AVEIA mesmo :P Para quem não lembra, o tema dessa edição do Comida di Buteco era Cereais, então, obrigatoriamente, todo buteco deveria acrescentar um cereal de sua preferência ao petisco. O que o pessoal do buteco Papo Inicial decidiu, foi criar tirar de pernil e empana-las na aveia. Se ficou sensacional? Rapaz, só experimentando para entender! E pra fechar, eles também serviram essa maravilha com um molho gorgonzola!

O Papo Inicial é um buteco lá do RJ, então, quem quiser experimentar diretamente da mãos dos criadores, é só dar um pulinho lá.

Quem quer inovar nesse Natal, porque todo butequeiro é desses, EIS A RECEITA!

CONCURSO COMIDA DI BUTECO 2017

O PAPO INICIAL marcou presença nesta edição do COMIDA DI BUTECO com um prato irreverente PERNIL DETOX - Pedaços selecionados de pernil, marinados em tempero aromatizado, empanados em aveia (cereal é obrigatório nesta edição) servidos com molho especial de gorgonzola e cebola caramelizada.
VEJA RIO - ABRIL 2017
Além de um novo endereço, na mesma rua, a casa tem agora um sócio italiano, Santo Pulvirenti, e menu de pizzas à moda napolitana, de borda alta, assadas na pedra. A receita de burrata, manjericão e queijo grana padano custa R$ 52,00 (35 centímetros).
SOPA CULTURAL - MARÇO 2017

Depois do sucesso do bar Papo Inicial (2012 a 2016), que ficou famoso por fazer o caipilé (capirinha que troca o açúcar por um picolé enfiado de cabeça para baixo no copo) cair no gosto do carioca, seus sócios continuam apostando na Tijuca e abriram, há poucos meses, uma versão mais ampla ao lado da Praça Varnhagen. Apostando alto nas pizzas italianas artesanais, eles reformaram um belo casarão de 1913, abandonado há duas décadas na Rua Felipe Camarão, e mantiveram seus belos vitrais antigos. Os proprietários cariocas Moisés Soares e Luiz Reis juntaram-se ao siciliano Santo Pulvirenti, que deu toques inconfundivelmente italianos ao cardápio. Se o Papo Inicial servia basicamente petiscos, o atual estabelecimento oferece um cardápio com 21 sabores de pizzas gourmet, além de 10 tipos de calzones, e pratos para uma refeição completa.

As redondas seguem a receita original napolitana, com farinha do moinho de Napoli e fermentação natural, com pelo menos 24 horas de descanso, massa aberta na mão e assada no forno à lenha.

— Usamos somente pomodori pelati italianos, mussarela especial fresca e mussarela de búfala fresca — assegura Pulverenti, há quatro anos no Rio.

O azeite usado é o italiano e o pomodoro vem da Campânia, região da Itália famosa pela qualidade dos seus tomates. Tudo devidamente supervisionado pelo chef vindo da cidade de Sanremo, Marco Longo, que trabalha lado a lado com pizzaiolo brasileiro Diego Lopes.

Como na Itália, a pizza tem tamanho único, com 35 cm, podendo satisfazer até duas pessoas. Entre as mais pedidas, estão a Parma (52,00), que leva mussarela de búfala, presunto de Parma, rúcula e queijo Grana em lascas; a caprese (49,00), com mussarela de búfala, tomate-cereja, manjericão e queijo grana em lascas; burrata (52,00), com queijo burrata, manjericão e queijo grana em lascas. Não deixam de fazer sucesso, porém, as preferidas dos cariocas: a portoghese (linguiça, ovo cozido, azeitona preta e pimentão, por 40,00) e a calabresa (linguiça calabresa e cebola por 38,00). Vale a pena se deliciar com sabores típicos do Belpaese, como a Funghi Porcini (44,00), que também leva o grana em lascas, e a Burrata Speciale (57,00), que inclui presunto de Parma, rúcula e grana em lascas.

Entre os calzones gourmet, feitos também com a farinha napolitana, o cliente pode optar por 10 sabores, os mesmos da pizza: mozzarella, margherita, calabresa,parmegiana, portoghese, prosciutto, salsiccia, quatro formaggi, funghi porcini e prosciutto e funghi (R$ 5 + o sabor da pizza).

O único dia em que a casa abre para o almoço é aos domingos. Os clientes pedem uma das massas artesanais sob o comando do chef italiano, como o gnocchi de baroa (29,90) e o ravioli de ricota e espinafre (29,90), ou uma massa grano duro, como penne (26,90) ou spaghetti(26,90). Quem preferir, pode pedir um dos pratos de carne, como o filé mignon ao molho madeira(59,90), servido no pão italiano da casa ou com pizza branca.

No capítulo sobremesas, o menu traz um doce siciliano difícil de achar no Rio: o cannolo de ricota (R$ 16 por duas unidades). O tiramisù (15,00), o affogato al caffè (14,90) e o petit gateau(16,00) completam o leque de doces opções.

O clima de bar, porém, não abandonou totalmente o Papo Inicial, que continua servindo ótimos petiscos e entradas, a exemplo da linguiça calabresa acebolada (meia porção por 21,90), que acompanha a pizza branca, e as duplas de bruschettas (18,90) de berinjela, funghi porcini ou napolitana. Pastéis (8,20) de variados sabores e escondidinhos de carne, baroa com camarão ou de aipim com carne seca (33,90) harmonizam as cervejas especiais: Amstel, Heineken, Sol Premium, Stella Srtois, Corona, Bohemia, Serramale, Dadobier Weiss e Colorado Appia estão entre as opções. Além dos drinques, o Caipilé (caipirinha com picolé) não poderia faltar nos sabores Vodka Polonesa Sobieski, Cachaça Leblon, Nega Fulô, Salinas Mix e Saquê (19,90). Onze rótulos integram a carta de vinhos, que inclui Chianti, Sangiovese, Bardolino, prosecco, Cabernet Sauvignon, Assamblage e Moscatino.

VEJA RIO - SET 2015
Reduto simpático no burburinho incessante da Praça Varnhagen, este bar atrai as pessoas pela boa comida, além das promoções que podem ser conferidas na página da casa no Facebook. Um dos destaques do cardápio é a seção de bruschettas. São seis sabores, todos servidos em duplas. A tradicional, coberta apenas por tomate e orégano, é a mais pedida. Mas não deixe de provar a de berinjela e a que combina mussarela de búfala com tomate seco. A Heineken está sempre gelada, mas o carro-chefe da casa são as caipilés (com vodca ou cachaça). Experimente a de morango com picolé da mesma fruta ou a de abacaxi com sorvete de coco — são as duas mais pedidas.
BOADIVERSAO.COM.BR - MARÇO 2014
O bar Papo Inicial oferece, além de um ambiente descontraído, uma carta de cervejas variando entre nacionais e importadas. Há também chope da marca Heineken, além de marcas nacionais, e a nova moda do caipilé, caipirinha com um picolé enfiado no meio do copo.
RIOSHOW - AGOSTO 2012
O bar na Praça Varnhagen serve uma compilação de comidas de boteco, selecionada pelo Dj Moisés, proprietário da casa. Há uma versão carioca do arancino, um bolinho de arroz típico da Itália, que pode ser feito com mil e um recheios. Ali, vem com molho à bolonhesa, frango ao Catupiry ou espinafre com queijo.
Para beber, a casa importa para a Zona Norte uma mania da Zona Sul: o caipilé, uma capirinha que troca o açúcar por um picolé enfiado de cabeça para baixo no copo. Os sabores são variados, tanto do líquido quanto do sólido, o que permite combinações exóticas e, sobretudo, multicoloridas. O bar também serve um bom chope e cerveja de várias marcas.

ENDEREÇO

Rua Felipe Camarão 154

Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, Brazil

DELIVERY E RESERVAS

(21) 2238-2645

REDES SOCIAIS

E-MAIL: papoinicial@gmail.com

FACE: fb.com/papoinicial

INSTA: @papoinicial

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Papo Inicial 2020.  Todos os direitos reservados.